A proposta é assumir com o também vereador Paiol o comando do partido em Criciúma, dividindo o mandato. O impasse está no fato de Dagostin almejar o primeiro ano, que envolve as eleições de 2020
16/09/2019 08:56

Líderes do PP de Criciúma tem encontro daqui a pouco para encaminhar o imbróglio que envolve a presidência do partido na cidade. Está em pauta proposta do vereador Miri Dagostin, presidente da Câmara, de assumir o comando da sigla com o também vereador Edson Paiol, dividindo o mandato.

O impasse é que Dagostin almeja a presidência pelo primeiro ano, o que engloba o encaminhamento do partido para as eleiçoes de 2020. Com isso, Paiol ficaria como vice e assumiria o segundo ano. O presidente eleito em convenção há alguns dias, Paulo Conti, ficaria como segundo vice. 

Miri Dafostin não esconde sua sintonia com o prefeito Clésio Salvaro, do PSDB. 

Enviando Comentário Fechar :/