A vereadora Carla de Souza, do MDB, utilizou a tribuna nesta terça-feira para acusar o presidente da Câmara de Içara, Itamar da Silva, do PP, de violência política de gênero
03/08/2022 09:29

A vereadora Carla Vieira de Souza, do MDB, utilizou a tribuna nesta terça-feira para acusar o presidente da Câmara de Içara, Itamar da Silva, do PP, de violência política de gênero e promete encaminhar ainda nesta semana processo criminal contra o colega de Casa.

De acordo com ela, a celeuma foi iniciada na sessão da segunda-feira,25 de julho, por ocasião da votação de projeto do executivo relativo ao reajuste do piso para agentes de saúde. A vereadora encaminhou emenda para incluir adicional de insalubridade, o que gerou a polêmica e teria provocado discussão acalorada entre ela e o presidente da Casa.

"Ele me mandou ficar quieta, disse que eu só incomodo e que aqui não sou advogada mas vereadora e subordinada a ele. Eu o classifiquei de "grosso" ele gritou comigo e a discussão ficou acalorada", disse Carla ao blog.

O fator considerado no relato da vereadora durante a sessão é que após a discussão, ela foi convocada para uma reunião da mesa diretora.

"Recebi uma convocação por escrito para participar de reunião da mesa cuja pauta seria analisar meu comportamento. Ali o presidente disse que ia me dar uma chance, ou seja, não entraria com processo administrativo-disciplinar contra mim mas eu teria que mudar meu comportamento",  disse ela na tribuna da Câmara citando a inclusão na lei da Violência Polícia de Gênero, que ela pretende usar para processar o vereador.

 

Enviando Comentário Fechar :/