Sessão quente na Câmara de Vereadores de Sombrio, com acusações por parte de vereadores do PP, de supostas irregularidades em relação a processos licitatórios do Fundo Municipal de Saúde.
14/07/2020 16:20

Sessão quente na Câmara de Vereadores de Sombrio, com acusações por parte de vereadores do PP, de supostas irregularidades em relação a processos licitatórios do Fundo Municipal de Saúde.

O vereador José Eraldo Petri, do PP, usou a tribuna para lamentar a ausência do Secretário Municipal de Saúde, chamado para explicar as dúvidas levantadas acerca do assunto e informou que as suspeitas serão analisadas pelo Legislativo. 

 Petri mencionou dados do Portal da Transparência do Município com indícios de uso de empresas vinculadas a secretário municipal, superfaturamento de preços e volume de compras excessiva às necessidades de uso do município, superiores inclusive a municípios com maior população, como Araranguá e Criciúma.

“Tivemos, por exemplo, a aquisição de 350 mil abaixadores de língua descartáveis, enquanto Araranguá adquiriu 15 mil unidades”, apontou o vereador, mencionando também outros itens. Mais que isso, comparou valores entre as prefeituras de Criciúma e Sombrio apontando por exemplo o preço de avental comprado pela prefeitura de Criciúma por R$ 2,00 enquanto em Sombrio, segundo o vereador, o custo foi de R$ 9,00.

CONFIRA O VIDEO:

 

Enviando Comentário Fechar :/